O dia que resolvi fugir e me achei

10622276_10204366388350166_288269896_nAcordei atrasada para o cotidiano, então, de forma impulsiva, decidi fugir de vez dele. Resolvi explorar a cidade, sem rumo. Me perdi entre as palavras de Guimarães, Machado, Sabino e outros mais, e depois me deparei com o ponto turístico que faz da minha cidade, maravilhosa.
Dei uma de turista então, sem antes seguir pelo caminho em meio a natureza, ao som da fauna e de um clarinete de um alguém perdido entre árvores, partituras e pensamentos.
Quando enfim cheguei ao topo, vi o dia-a-dia de outra perspectiva. Ali estava eu, dona do (meu) mundo, fazendo parte da paisagem que rotineiramente vivo a admirar pela janela. Do alto eu via, de longe, o cenário que costuma me cercar, e tudo parecia tão pequeno comparado a imensidão do meu infindável horizonte.
Fechei os olhos, deixei o sol e o calor beijar a pele e o sorriso, involuntariamente, surgia aos lábios.
Fugindo do mundo eu me encontrei…  agora, posso voltar para casa.

Camila Fernandes

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s