Ela não sabe sofrer

20140716-170600-61560549.jpg

Não vem com essa que eu nunca te amei. Culpar meu jeito frio é fácil, mas nessa brincadeira de amor você também quis entrar. Para, respira fundo. É óbvio que você pode chorar, mas não precisa ser tanto. Parece que cada lágrima que sai da tempestade dos teus olhos me afoga em um oceano de culpa.

Tem certeza que eu só te usei? Tuas gripes bem tratadas diriam o contrário. Pergunta pra tua vó, tua melhor amiga e pro carteiro. Estava tatuado no meu corpo o quanto eu era teu.

Eu não vou gritar ao mundo que sinto sua falta. E não é porque eu já arrumei três amantes como você diz por aí. Continuo sendo aquele cara tímido, que precisou de toda sua paciência. Não grito porque não funciono assim. Eu fecho, tranco e esqueço. O meu maior medo, é parecer fraco.

Então, por favor, abre a porta da tua casa. Diz que você não acredita em todo veneno que sai da tua boca. Olha para mim e entende o quanto eu te respeito, já que amor não tenho mais direito, e segue em frente sem se machucar. Nunca mais.

Samyres Freitas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s